Como Escolher Uma TV 3D

As primeiras televisões 3D chegaram ao mercado em 2010. Foram lançados modelos com tecnologia 3D em TVs LCD e plasma com ecrãs de cerca de 37 polegadas. As marcas de televisores pioneiras no lançamento do 3D para ambiente familiar foram a LG, Panasonic, Samsung, Sharp, Sony, Toshiba, e a Vizio.

Em Março de 2011 as dimensões dos ecrãs foram alargadas de 37 polegadas até 65 polegadas, e com isso os preços aumentaram ainda mais. Está prestes a chegar novas inovações em tecnologia 3D, como projetores com 1080p de resolução.

Os modelos 3D funcionam como qualquer televisão normal com programas 2D, sendo possível mudar para o modo 3D quando quer ver um disco Blu-ray ou um programa de TV em 3D. Terá de usar óculos especiais para ver em 3D senão verá as imagens a dobrar ou desfocadas, para ver programas em 2D, os ditos normais, não precisa de óculos. Atenção que a visualização de programas ou filmes em 3D pode provocar dores de cabeça

3D Passivo ou Ativo?

A maioria das televisões à venda no mercado usa vidros ativos, apenas recentemente começaram a ser introduzidos vidros passivos. Cada tecnologia tem as suas vantagens e as suas desvantagens.

Os vidros ativos têm obturadores que se abrem e fecham rapidamente para que cada olho receba a imagem em separado. Se as imagens não forem completamente separadas poderá ter a sensação de nevoeiro, ou ver a dobrar quando estiver a usar os óculos. O que leva a que o efeito da TV 3D desapareça e possa ser um fator de distração.

As TVs LCD 3D ativo apresentam mais sensação de nevoeiro que as TVs plasma 3D, mas por outro lado, os conjuntos de 3D ativo podem demonstrar a resolução 1080p para cada olho a partir de uma fonte de alta definição, como um disco Blu-ray.

Juntamente com a qualidade de imagem, o conforto e o custo são também pontos a considerar. Os vidros com obturadores ativos podem ser um pouco pesados e desconfortáveis, especialmente se os usar juntamente com óculos que tenham tido prescrição médica para compensarem a falta de visão. Quando compra uma TV 3D com tecnologia ativa recebe um ou dois pares de óculos, mas outros modelos só incluem óculos se adquirir um reprodutor de discos Blu-ray 3D. Estes óculos são alimentados a pilhas, recarregável através de entradas USB, outros basta substituir as pilhas. A maioria dos óculos 3D com obturador só funciona para a respetiva marca, enquanto os óculos 3D universais funcionam para qualquer marca de TV.

Modelos mais recentes, anunciados em 2011, pela Vizio e a LG usam vidros passivos, parecidos aos que existem nos cinemas. Usam uma película polarizada agregada à televisão, logo, não há obturadores nos óculos. O resultado final é que as imagens parecem mais brilhantes, com menos sensação de nevoeiro, estes vidros também funcionam com óculos com lentes prescritas. Não há necessidade de usar pilhas, e são mais leves e confortáveis que os óculos ativos, são ainda mais baratos. Algumas TVs 3D passiva pode trazer até quatro pares de óculos.

Mas há um senão, a forma como a tecnologia funciona faz com que a resolução vertical da TV seja cortada em metade, desde 1080 linhas para 540 quando está em modo 3D. Isto significa que verá menos detalhes na imagem, e poderá ver alguns artefactos de imagem.

Para Quando a Tv 3D Sem Óculos?

Daqui a uns anos prevê-se que deixe de ser necessário o uso de óculos para visualização 3D, e o ângulo de visão e a resolução serão um grande desafio para tal.

About Finanças Pessoais
Aqui vai encontrar as melhores informações sobre Finanças Pessoais. Aprenda a poupar, a ganhar, a investir, a viajar e muito mais...

Leave a comment

Your email address will not be published.

*