Como Poupar Dinheiro Para a Reforma

A reforma é uma altura importante na vida de todas as pessoas, mas muitas não planeiam antecipadamente como querem que seja a sua vida durante esses anos. Para o ajudar, veja como poupar dinheiro para a reforma e como não ficar desprevenido.

Quanto mais cedo começar a poupar dinheiro, mais recursos terá quando chegar a sua vez de deixar o mercado de trabalho.

Informação é o Poder

Muitas pessoas não se informam convenientemente sobre o que precisam para a reforma, excepto quando já estão a chegar próximos dessa idade. Só nessa altura é que começam a poupar e aí muitas vezes já é tarde.

O importante é estar de olho nas aplicações de poupança que vão aparecendo no sistema financeiro, para que consiga aproveitar as melhores condições para a sua reforma profissional.

Muitas pessoas poupam apenas devido aos benefícios fiscais, mas fazer um PPR nem sequer é a melhor opção se você tiver menos de quarenta anos. Para estes casos é melhor investir com mais risco.

Reforma Antecipada

Se for ainda relativamente jovem, abaixo dos quarenta anos, talvez consiga ainda planear o seu futuro de forma a conseguir a reforma antecipada, ficando com mais tempo para si e para os seus sonhos. Actualmente a reforma antecipada deve-se normalmente a problemas de saúde ou a problemas com as entidades empregadoras, que acabam por reformar antecipadamente os seus trabalhadores.

Não Ficar Apenas Com a Pensão

A maioria das pessoas tem apenas a pensão que recebe do estado, obrigando por isso a vários sacrifícios que afectam a qualidade de vida.

Para que não tenham de passar por esses sacrifícios, a solução passa por encontrar um emprego para poder complementar a sua reforma.

Por isso comece já hoje a poupar dinheiro e aproveite o factor tempo (que até o poderá fazer ficar rico) para investir diversificadamente, para conseguir ter rendimentos complementares na reforma que transformem esse período num período vivido com qualidade.

A reforma deve ser vivida com qualidade, por isso comece informe-se sobre os investimentos mais acertados para a sua idade e não deixe para amanhã essas decisões tão importantes.

Como se preparar para uma reforma antecipada

Se está a pensar reformar-se antes da idade obrigatória, deverá analisar alguns aspectos da sua vida actual e futura para saber se está em condições de se retirar do mercado de trabalho antecipadamente. Principalmente deverá analisar quanto vai receber no futuro e qual o nível de vida que pretende ter.

Cada vez há mais pessoas a colocarem as suas poupanças em produtos financeiros que lhes garantam um salário mensal no futuro, sem ter de depender exclusivamente do Estado e da Segurança Social (que cada vez tem menos dinheiro). Fazem-no para conseguir ter mais dinheiro disponível na altura da reforma ou para deixar de trabalhar mais cedo, na casa dos cinquenta anos ou ainda mais novos. É tudo uma questão de fazer contas.

Considere os seguintes pontos na sua análise:

  • Compare o seu rendimento actual com o rendimento futuro. As reformas são quase sempre mais baixas do que o salário que tem actualmente, e se juntar a isso uma reforma antecipada, então o valor que leva para casa é ainda mais baixo. Faça um orçamento para o que vai gastar no futuro considerando a sua situação nessa altura. Por exemplo, vai deixar de almoçar em restaurantes todos os dias e poupar no combustível das deslocações para o emprego. Por outro lado, vai deixar de receber subsídio de férias e de Natal.
  • Projectos futuros. Se deseja trocar de carro na altura em que já não trabalha, deverá ter em consideração essa despesa. Coloque o valor da prestação no orçamento que fez, durante os anos em que vai pagar o carro.
  • Pense em formas de baixar o nível de vida. Se o seu principal objectivo for o de deixar de trabalhar e ficar livre de obrigações, pode fazer algumas modificações na sua vida para baixar os seus custos, como por exemplo trocar de casa para uma mais pequena quando os seus filhos deixarem de viver consigo, ou trocar de carro por um mais económico.
  • Planos de saúde. Infelizmente na velhice os custos de saúde podem disparar, por isso analise bem as apólices que tem actualmente e considere reforçar a sua protecção para o futuro.
  • Imagine o seu dia a dia. Uma vez que vai deixar de trabalhar, terá de ocupar o seu tempo de outra forma. Imagine o seu dia a dia para ver se não há custos escondidos. Se quer passar o dia a pescar, mas tem de fazer todos os dias 100 quilómetros, tem de considerar o custo da deslocação.
  • Mantenha-se activo. Existem estudos que mostram que as pessoas activas vivem mais tempo e têm níveis de felicidade superiores às pessoas que abandonam qualquer tipo de actividade. O mais importante de tudo é fazer exercício regularmente, depois preencha o seu dia com actividades que lhe dêem prazer e o façam sentir útil (afinal esse é o objectivo pelo qual quer deixar de trabalhar mais cedo, certo?).

Se quer deixar de trabalhar para ficar a ver televisão no sofá o dia todo, então prepare-se porque, ao fim de algumas semanas, não vai ser tão divertido como pensa…

Será que o dinheiro para a reforma é suficiente?

Viver os anos de reforma com qualidade é o que cada pessoa deverá planear para o seu futuro. Cada vez vivemos até mais tarde e é necessário que consigamos garantir que não vamos perder qualidade de vida nos anos dourados, após termos dado o nosso contributo à sociedade.

Para conseguir fazer um planeamento da reforma correcto, deverá seguir estas sugestões:

  • Fazer um plano do que quer fazer na reforma:
    • Estilo de vida
    • Quantos anos espera viver com esse estilo de vida
    • Necessidades financeiras nessa altura
  • Calcule quanto dinheiro necessita para tudo o que planeou.
  • Analise os diversos tipos de investimento que está disposto a fazer:
    • Acções para prazos longos
    • Outras aplicações para prazos curtos ou médios
  • Analise como alguns riscos o podem afectar no futuro:
    • Viver mais tempo. Embora isto seja positivo, pode também ser um problema caso não consiga manter o estilo de vida durante mais alguns anos do que os que planeou.
    • Aumento do custo de vida inesperado. Não se consegue controlar ou adivinhar a inflação para os próximos anos, e podem afectar largamente os seus custos e os seus investimentos. Por isso planeie por baixo.
    • Aumento dos custos com Segurança Social. O aumento da longevidade está a criar problemas a estes sistemas de apoio social e no futuro será ainda pior.

O objectivo deste exercício deverá ser o de constituir um plano financeiro que lhe garante receitas regulares no futuro e com potencial de crescerem ainda mais.

5 Regras Para Preparar a Reforma Como o Bill Gates

A preparação para uma reforma antecipada já não é o que era, porque as últimas gerações perderam o hábito de poupança e os objectivos mudaram. Como nos vamos retirar do mercado ainda com boa saúde, ao contrário dos nossos avós, temos expectativas elevadas do que esperamos da vida durante os anos dourados.

Quem se reforma hoje já não o faz para ficar todos os dias sentado em frente à televisão. O mais provável é que deseje dedicar-se ao seu hobby preferido ou que queira viajar porque não teve tempo quando era mais novo. O Bill Gates saiu da Microsoft numa idade em que ainda tinha muito para dar à empresa. Mas objectivos dele mudaram e os seus também podem ser diferentes.

Qualquer que seja a sua motivação, vai necessitar de mais dinheiro do que os seus pais, é por isso importante que comece a utilizar algumas formas mais eficazes de conseguir ter dinheiro na altura da reforma, seja para concretizar maiores sonhos ou para se retirar mais cedo do mercado de trabalho.

Começar a Poupar Cedo

Já aqui mostrámos as vantagens na reforma de começar a poupar o mais cedo possível na sua vida. O planeamento, poupança e investimento devem ser feitos assim que temos alguma forma de rendimento. Saiba qual é o melhor investimento para si.

Só o facto de tomar esta decisão e começar a agir nesse sentido vai proporcionar-lhe um encaixe financeiro suficiente nas próximas décadas, o que fará com que não precise de baixar muito o seu estilo de vida ou, ainda pior, de encontrar um part-time para complementar a sua reforma.

Quanto Deve Poupar?

O melhor objectivo a que se deve propor é “conseguir ser financeiramente independente o mais cedo possível”. Não se preocupe tanto com a idade com que conseguirá atingir o objectivo. Pense antes em fazê-lo o mais rápido possível.

Assim que tiver dinheiro disponível no final do mês, em vez de planear a troca de carro a cada dois anos, opte por investir esse dinheiro para o futuro.

Há no entanto um cálculo importante que deve ser feito de forma defensiva. Pense até que idade os seus rendimentos podem durar. Não faça estimativas a menos de 80 anos e o melhor é garantir que duram até aos 90. A esperança média de vida não pára de aumentar e não dá jeito nenhum ficar sem dinheiro numa idade em que já não pretende ir trabalhar…

Imagine agora que deseja reformar-se aos 50 anos, um desejo de cada vez mais pessoas. Se planear viver até aos 90, estamos a falar de 40 anos sem rendimentos fixos de um salário. Por isso é que deve começar a poupar o mais cedo possível.

Não Cometa o Seguinte Erro

Muitas pessoas pensam que durante a idade da reforma as suas necessidades financeiras serão menores, no entanto os estudos têm demonstrado que essa assumpção é errada. As últimas gerações que começam a reformar-se agora têm tendência para se recompensar durante os primeiros anos da reforma. Isto faz com que gastem mais dinheiro do que o esperado.

Utilize o Hobby Para Ganhar Dinheiro

São muitos os hobbies que permitem ganhar algum dinheiro. Com a internet é perfeitamente possível (e fácil) criar um site sobre aquilo que mais gosta de fazer nos seus tempos livres e ainda ganhar dinheiro com isso.

Abrandar Mas Não Parar

Uma das tendências que se tem verificado nos últimos anos é que as pessoas não desejam a reforma total, mas apenas pretendem abrandar nas suas carreiras para terem tempo para fazer outras coisas na vida.

A reforma no futuro terá um significado diferente da reforma do passado. Muitas pessoas vão continuar a trabalhar, embora de forma diferente da actual. Fazer algo em part-time, que possa complementar a reforma, é uma alternativa que faz sentido, desde que o faça numa área que gosta.

Muitas vezes a recompensa não é chegar à reforma mais cedo, mas sim sentir-se útil e produtivo, mas com mais tempo para se dedicar ao que gosta.

Já alguma vez pensou como quer viver os anos da sua reforma? Deixe a sua opinião.

About O Investidor

O Investidor explica como investir corretamente em vários ativos: Ações, Forex, Petróleo, Índices, Ouro

E para começar a investir já hoje, fizemos uma parceria com a PLUS500 para lhe oferecer 25€ gratuitamente!

Clique aqui para ganhar 25€ e começar a investir agora

Leave a comment

Your email address will not be published.

*