Controlar o Crédito Bancário

É necessário saber controlar-se perante o crédito bancário, porque pode ser suficiente para levar as suas finanças à ruína.

Aqui ficam algumas considerações para não se deixar levar nas teias dos créditos bancários.

Demasiadas Dívidas No Crédito Bancário

Muitas pessoas estão completamente entulhadas em dívidas de crédito bancário, seja de crédito ao consumo, cartões de crédito, etc.

As taxas de juro são bastante altas nalguns casos, o que leva muitas famílias à falência.

Créditos Bancários Bons

Nem todos os créditos bancários são negativos. Alguns são úteis e necessários para compras importantes que não conseguiria fazer de outra forma. É o caso do crédito habitação, para comprar uma casa a longo prazo. É também o caso de um empréstimo pessoal para pagar os estudos, uma vez que o investimento irá trazer retorno a longo prazo.

O mais importante é garantir que tem dinheiro para pagar durante o prazo que acordar. Faça também uma pesquisa pelos melhores negócios no mercado de crédito.

Crédito Bancário Mau

Nunca utilize o crédito bancário para pagamentos de coisas a curto prazo, como é o caso dos cartões de crédito para pagar as férias e refeições. Se não consegue pagar o crédito durante o mês seguinte, para evitar os juros, não compre. Esta é a forma mais simples de arruinar as suas finanças pessoais.

Se quer fazer compras para consumo imediato, coloque dinheiro de parte nos meses anteriores. A paciência é uma virtude importante também no aspecto financeiro.

Não compre nada a crédito que não precisa urgentemente. Saiba como utilizar os cartões de crédito correctamente.

Controlar os Gastos

Talvez a maior parte das famílias não tenha um orçamento doméstico, por isso vão gastando dinheiro conforme precisam, até que ficam sem saldo no banco…

Faça um orçamento pessoal para as suas despesas familiares e depois comece a cortar nas despesas que não precisa. Coloque esse dinheiro de lado e reduza as dívidas mais depressa. Quando deixar de ter dívidas, poderá começar a investir.

Os créditos bancários podem dar cabo das suas finanças, se não forem tratados cuidadosamente. Para o ajudar, aqui ficam algumas dicas que podem ser úteis quando enfrentar o mercado de crédito.

Pagar as Dívidas Mais Altas

A melhor forma de eliminar as dívidas rapidamente é pagando as dívidas que têm as taxas de juro mais elevadas. Comece por estas, porque são elas que lhe tiram mais dinheiro da carteira.

Os cartões de crédito e os créditos ao consumo são normalmente as que têm as taxas de juro mais altas, por isso deverão ser os primeiros a desaparecer. Uma estratégia que funciona normalmente bem é fazer um crédito consolidado para estas dívidas e depois ir fazendo amortizações extraordinárias. Contrate uma empresa de aconselhamento financeiro.

Quando uma dívida de juros altos estiver liquidada, avance para a seguinte.

Pagar Mais Que o Mínimo

Quando contrata um crédito bancário para um cartão de crédito, por exemplo, é normal aparecer o pagamento mínimo mensal para as despesas. Isto significa que só irá pagar uma pequena parte do que gastou com o cartão, acumulando o restante para os meses seguintes, com os respectivos juros elevados.

Com esta estratégia, os bancos fazem com que os seus clientes fiquem anos a pagar uma dívida que poderia ter sido paga em poucos meses. A consequência deste efeito é que pagará muito mais do que devia.

Coloque sempre o seu cartão de crédito a ser pago na totalidade, no final do mês.

Crédito Com Hipoteca

Os créditos bancários com hipoteca são bons porque permitem pedir um empréstimo de valores mais elevados, mas se não tiver algum cuidado acabará por perder essa hipoteca.

Pode ser uma decisão perigosa, porque se arrisca a perder a sua casa ou qualquer outro produto que tenha em sua posse.

Os créditos bancários são úteis para algumas situações, mas deverá ser você a controlar as suas dívidas e não o contrário.

About Finanças Pessoais
Aqui vai encontrar as melhores informações sobre Finanças Pessoais. Aprenda a poupar, a ganhar, a investir, a viajar e muito mais...

Leave a comment

Your email address will not be published.

*