Poupar no orçamento familiar

Nada como poupar dinheiro no orçamento familiar, para podermos ficar numa situação financeira confortável, sem dívidas e dores de cabeça. Através de um pagamento imaginário, guardando os trocos que recebe e implementando um imposto em casa, pode melhorar substancialmente o seu orçamento doméstico.

Como não pensamos racionalmente quando se trata de gastar dinheiro, precisamos de pequenos truques que servem como avisos à tripulação para que pensemos duas vezes antes de gastar dinheiro e arruinar o orçamento familiar.

Pagamento imaginário

Uma das formas de poupar dinheiro é pagar-se a si primeiro e depois viver com o restante até ao final do mês.

Para se enganar a si mesmo, invente um pagamento que é feito a si mesmo, para outra conta bancária, como se tratasse de um custo doméstico tal como a água, a electricidade ou o gás.

Este dinheiro é deduzido à cabeça e ficará com ele acumulado para poder mais tarde investir ou pagar as dívidas.

Guarde os trocos

Sempre que se apanhar com dinheiro na carteira, coloque-o numa jarra em sua casa.

Pode fazer isto com notas ou com moedas, que depois iriam desaparecer em pequenas despesas como pastilhas, café, tabaco, parque estacionamento, etc.

Se fizer essa poupança durante um ano inteiro verá que consegue sem dificuldades pagar umas férias ou abater uma dívida que tem pendente.

Imposto em casa

Da mesma forma que o ponto anterior, pode instituir em sua casa um novo imposto, por exemplo 1€ por dia, que servirá para aquilo que todos acordaram previamente.

Pode ser para comprar os presentes de natal ou pode servir para fazer uma viagem no Verão.

Poupar o dinheiro das promoções

Uma das formas mais simples de melhorar o orçamento familiar e acumular alguma poupança é através das promoções e saldos que conseguimos aproveitar.

Basta que poupe o dinheiro que não gastou e o coloque de lado para mais tarde. Era dinheiro que ia gastar e assim aproveitou a oportunidade para acumular para mais tarde.

Arredondamentos das despesas

Adicione ou subtraia um pequeno valor a cada transacção que fizer para a sua conta à ordem.

Quando recebe o salário passe apenas uma parte do valor para a sua conta de despesas e poupe o restante para uma conta a prazo ou para investimento.

Por exemplo, se tem 206€ para depositar, faça um depósito de 200€ e poupe os restantes 6€.

Multas a si mesmo

Sempre que tiver de mexer na sua conta à ordem para levantar dinheiro, pague uma multa para o mealheiro ou para uma conta poupança.

O ideal seria pagar 10% de multa sobre a quantia que vai levantar. Assim, se levantar 100€ pague uma multa de 10€.

Quando chegar a um valor interessante, coloque para a poupança.

Poupar o aumento de salário

Quando recebemos um aumento de salário, podemos continuar a viver com o salário antigo e poupar o aumento para investir.

Quanto mais aumentar o salário, mais consegue poupar e investir.

Apesar da inflação aumentar anualmente, conseguirá certamente viver com o salário igual aos anos anteriores, basta que faça pequenas reduções. Por outro lado, tem se mais dinheiro para fazer face ao futuro.

É uma boa forma de eliminar dívidas, pagar a sua casa, comprar um carro ou apenas investir para uma reforma tranquila.

 

About Finanças Pessoais
Aqui vai encontrar as melhores informações sobre Finanças Pessoais. Aprenda a poupar, a ganhar, a investir, a viajar e muito mais...

Leave a comment

Your email address will not be published.

*