Erros a planear a reforma

As nossas vidas estão muito diferentes das vidas dos nossos antepassados mais recentes, nomeadamente a nível das protecções sociais que temos actualmente e também as que se perspectivam no futuro para a reforma da vida activa.

Existem hoje muitas oportunidades de carreira e mais dinheiro na economia, mas também há cada vez menos tempo e a pressão profissional é muito maior do que antigamente, mesmo quando as condições de vida já são excelentes quando comparadas com o tempo dos nossos avós.

Para que não cometa erros na reforma e acabe com muito menos dinheiro do que o que teve durante a vida activa, há alguns aspectos que deve ter em conta.

Reforma antecipada

Embora possa ser vista como um sinal de poderio financeiro, o facto de poder viver dos seus rendimentos antes de se reformar, para a maioria das pessoas é uma má ideia antecipar a sua saída do mercado de trabalho, mesmo quando não se encontra no seu emprego de sonho.

Devemos planear a reforma com a maior antecedência possível para vivermos confortavelmente durante esses anos dourados.

Confiar apenas na reforma

Cada vez há menos protecções sociais e a idade da reforma tenderá a aumentar para acompanhar o aumento a idade de vida dos seres humanos. Isto significa que teremos de trabalhar até mais tarde para conseguirmos ter acesso ao dinheiro que descontámos durante os anos de actividade profissional.

O que está a acontecer cada vez mais, e deverá ser o caminho no futuro, é o planeamento de rendimentos adicionais antes da reforma, mas mantendo-se activo em empregos que o realizem profissionalmente ou que, pelo menos, o motivem a continuar a trabalhar numa idade mais avançada.

Não conhecer bem o estado da reforma

A maioria das pessoas não tem tanto tempo livre durante a sua vida como o que terá na reforma antes dessa altura. Isto significa que o facto de todos gostarmos de ter 10 ou 20 dias seguidos de férias sem fazer nada, não significa que o queiramos fazer durante 30 anos. Existem muitas pessoas que se vão abaixo durante a reforma, porque passados os primeiros tempos, acabam por se ver sem nada para fazer e desmotivam-se. Não deixe que isto lhe aconteça, se tiver oportunidade.

Peça uma licença sabática durante alguns meses para fazer aquilo que planeia na reforma e veja se é realmente o tipo de vida que deseja. Claro que grande parte da população não tem esta possibilidade de ficar um tempo alargado sem rendimentos.

Veja na segunda parte deste artigo, mais erros que deve evitar quando atingir a reforma.

About Finanças Pessoais
Aqui vai encontrar as melhores informações sobre Finanças Pessoais. Aprenda a poupar, a ganhar, a investir, a viajar e muito mais...

Leave a comment

Your email address will not be published.

*