Como ser feliz sem possuir bens materiais

É possível sentir-se feliz sem possuir bens materiais, é até bastante fácil. Basta mudar o seu pensamento em relação à vantagem da posse de ‘coisas’.

A sensação de se ver livre de coisas que já não usa, ou está arrependido de ter comprado, é uma sensação fantástica. Começa a ver a sua casa com muito mais espaço, começa a pensar nas horas que poupa ao não ter de tratar delas, e principalmente irá perceber que não fica mais infeliz por se ter visto livre daqueles utensílios. Fazem-lhe assim tanta falta os patins que usava quando era criança?

Tente mudar o foco da sua vida, da posse de ‘coisas’ para a posse de experiências. Aqui ficam algumas dicas que o podem ajudar a pensar nisso:

  • Se não precisa, não compre. São produtos que parecem essenciais antes de os ter, mas depois nunca mais os usa. Para estes casos tente alugar ou pelo menos pedir emprestado para ver se gosta e se é realmente útil como pensa. Coisas do tipo: telemóveis com 700 funções que só vai usar para falar; leitores de mp3 com 800Gbs de espaço para guardar 2 ou 3 álbuns de cada vez; bicicleta para andar uma vez por ano.
  • Quando compra uma coisa, mande fora outra. Esta regra garante que não enche a casa de tralha, porque força-o a despachar qualquer coisa. Faz sentido para peças de roupa, utensílios de cozinha, etc.
  • Compre artigos de qualidade. Em certas ocasiões é melhor comprar produtos de qualidade superior do que vários de qualidade inferior, que ocupam mais espaço e acabam por durar menos tempo. Por exemplo sapatos. Pode comprar três pares de sapatos baratos e guardá-los todos em casa ou pode comprar apenas um par de sapatos de qualidade que dura o mesmo tempo e ocupa menos espaço.
  • Empreste e peça emprestado. Livros, filmes, jogos, ferramentas. Existem muitas coisas que pode pedir emprestado para usar ocasionalmente. Pode e deve também emprestar os seus artigos, quando lhe pedirem…
  • Deixe de ver publicidade. São negócios de milhões que influenciam o consumidor a comprar muitas coisas que não precisa. Evite ver publicidade na televisão e nas revistas (embora este site tenha alguma).
  • Troque produtos por experiências. Embora também custem dinheiro, não ocupam lugar em sua casa. Férias, jantares, cinema, teatro. A menos que venha carregado de tralha das viagens…
  • Não compre para impressionar os outros. Este é o pior de todos. Comprar algo que não precisa para ganhar o respeito ou estatuto dentro da sua comunidade (trabalho, família, vizinhança) é um erro. Se essas pessoas só gostarem de si por aquilo que tem, então está melhor sem esses ‘amigos’.
About Finanças Pessoais
Aqui vai encontrar as melhores informações sobre Finanças Pessoais. Aprenda a poupar, a ganhar, a investir, a viajar e muito mais...

Leave a comment

Your email address will not be published.

*