Comprar marcas brancas

Em tempos de crise é necessário analisar alternativas para poupar ainda mais dinheiro. O mercado da alimentação sofreu muitas alterações nos últimos anos e os grandes vendedores ao consumo passaram a ter marcas próprias, denominadas marcas brancas.

Em Portugal temos o Continente e o grupo Jerónimo Martins como líderes nestas áreas. Há também o Lidl e o Minipreço com produtos de marca branca com preços muito inferiores aos produtos de marca.

As marcas brancas são produtos que podem ter qualidade semelhante aos produtos de marcas conhecidas. Muitas vezes são até feitos pelas mesmas empresas, mas depois nas prateleiras os custos são muito diferentes.

Porque é que as marcas brancas são mais baratas?

Entre outras coisas, estas marcas são compradas directamente pelas empresas que depois as vendem ao consumidor, eliminando assim todos os intermediários que têm de ganhar a sua parte.

Outro factor importante é a fatia de Marketing que as marcas mais conhecidas do público têm de pagar. Os anúncios de televisão, patrocínios de eventos e tudo o que é relacionado com publicidade não são de borla. O consumidor tem também de contribuir para estes custos das empresas.

Quando escolher marcas brancas?

Quando descobrir uma marca branca de um tipo de alimento que consuma (por exemplo, leite) compre uma embalagem para experimentar. Veja também as composições em termos de gorduras, calorias, sal e proteínas para ver se não é menos saudável que o que costuma consumir.

Se gostar do sabor, passe a comprar antes a marca branca.

A RTP divulgou uma notícia com alguns dados estatísticos sobre o peso destes produtos próprios na facturação dos grandes hipermercados e supermercados em Portugal.

About Finanças Pessoais
Aqui vai encontrar as melhores informações sobre Finanças Pessoais. Aprenda a poupar, a ganhar, a investir, a viajar e muito mais...

Leave a comment

Your email address will not be published.

*