Corte nos custos de aquecimento e arrefecimento

Os custos com o aquecimento e arrefecimento de uma casa podem representar uma fatia “simpática” no seu orçamento familiar, por isso certifique-se que controla os custos com as seguintes dicas de poupança:

  • Feche a sua casa: Tape todas as entradas de ar possíveis em sua casa, a lareira, as janelas, o ventilador da casa de banho. Desta forma, no Inverno, impede o frio de entrar e o calor de sair , e no Verão o contrário .
  • Modere a temperatura da sua casa naturalmente: abra as janelas nas noites de verão, abra as janelas durante as tardes soalheiras no Inverno. Use lâmpadas fluorescentes económicas porque elas produzem menos calor. Pendure a roupa fora de casa para secar e faça grelhados também fora de casa.
  • Mude o aquecimento para gás natural em vez de eléctrico, porque gasta metade da energia.
  • Compre um painel solar para fornecer energia, é um custo inicial que irá compensar futuramente.

Poupanças: Cerca de 500€ anualmente.

Iluminação

Não é para andar sempre às escuras… mas… sempre que for possível tenha em conta os custos de iluminação em sua casa. Para o ajudar aqui ficam algumas dicas práticas e simples.

  • Substitua todas as lâmpadas incandescentes por lâmpadas economizadores, disponíveis em todas as superfícies comerciais. São mais caras, mas gastam 70% menos energia eléctrica e duram muito mais tempo (10.000 horas contra cerca de 750 horas), e fornecem a mesma intensidade de luz.
  • Use iluminação à tarefa. Se vai para o quarto fazer arrumações, apague a luz da sala, se vai ler acenda um candeeiro próximo de si e não acenda as lâmpadas do outro lado da divisão.
  • Instale sensores em todas as lâmpadas que façam sentido, como lâmpadas de corredores e de jardim, que só precisam de acender quando existe alguém presente e de passagem.
  • Ilumine naturalmente a sua casa. Não gaste dinheiro em cortinados que lhe retiram a luz natural, para depois ter de acender as luzes. Utilize também espelhos para reflectir a luz natural para sítios onde esta não chegaria de outra forma.

Poupanças: Pelo menos 90€ anualmente.

Aparelhos Eléctricos

Os aparelhos eléctricos servem normalmente para diversão, no entanto têm funcionalidade que obrigam a que estejam sempre ligados (embora lhes chamem “Stand-by”), o que representa um custo desnecessário. Por isso siga as seguintes dicas e corte nos custos dos aparelhos eléctricos:

  • Desligue todos os aparelhos eléctricos da ficha (DVDs, Videos, TVs) ou compre uma daquelas tomadas com o botão de desligar. O consumo em stand-by pode representar 60% a 80% do gasto energético destes aparelhos, e apenas para ter funções como ligar a televisão com o comando ou ter o relógio a aparecer.
  • Desligue todos os transformadores (telemóveis, leitores MP3), porque mesmo não estando a carregar nada, eles continuam a consumir energia eléctrica.
  • Desligue também da tomada o computador pessoal, se for possível. Se quer deixar o PC ligado durante a noite ou na sua ausência, aprenda como usar as opções de energia do sistema operativo, como por exemplo, desligar o monitor em vez de o colocar em stand-by ou de usar um “ScreenSaver” para o proteger.
  • Desligue impressoras, faxes, scanners e fotocopiadoras quando não os está a usar.

Poupança: Dependendo do número de equipamentos eléctricos, mas poderá andar pelos 100 a 200 Euros.

Electrodomésticos

Os electrodomésticos são essenciais na vida moderna e na comodidade que proporcionam, no entanto pode utilizar as seguintes dicas para poupar nos custos destes aparelhos:

  • Se o seu frigorífico é antigo, compre um novo. Os frigoríficos anteriores a 1993 podem custar mais 100€ por ano em electricidade. Entre 1993 e 2001, custam cerca de 40€ por ano. O custo de um frigorífico novo será recuperado em cerca de 5 anos, e poderá durar décadas. Para uma refrigeração correcta, use o manual do fabricante para tirar dicas, como por exemplo, mantenha o frigorífico bem abastecido mas deixe espaço entre os produtos para o ar circular e refrigerar correctamente os alimentos. Limpe o condensador anualmente.
  • Use as tarifas económicas de electricidade para colocar as máquinas da loiça e da roupa a trabalhar. Coloque tudo a lavar no fim de semana, onde normalmente o tarifário é mais económico.
  • Use sempre as máquinas da loiça e da roupa na sua capacidade máxima. Nunca as utilize se estiverem apenas meio-cheias.

Poupança: 300€ por ano.

 

About Finanças Pessoais
Aqui vai encontrar as melhores informações sobre Finanças Pessoais. Aprenda a poupar, a ganhar, a investir, a viajar e muito mais...

Leave a comment

Your email address will not be published.

*