Preocupações de Poupança

Os cartões de crédito são muitas vezes acusados, mas na verdade o ser humano nasceu para fazer compras. Os cientistas descobriram que quando imaginamos uma compra, antes desta acontecer, libertamos dopamina, um químico que produz o sentimento de alegria e satisfação. Poupar dinheiro não tráz esta satisfação imediata, pelo menos não para a maioria das pessoas. Gastar demasiado pode ser também derivado de um pobre planeamento ou simplesmente falta de tempo (pode gastar quase tanto a comer em restaurantes como a comer em casa).

Aqui ficam algumas das principais preocupações acerca das finanças pessoais.

Gasto Muito Dinheiro

Gaste por conveniência ou por diversão, pode romper o hábito.

Fazer imediatamente:
Torne o acto de fazer compras mais complicado. Apague os sites de comércio electrónico do seu computador.

Deixe apenas um cartão de crédito na carteira. Cancele os restantes, ou coloque-os numa gaveta. Sem eles será menos tentado a gastar dinheiro.

Mude os seus hábitos diários. Risque do seu itinerário as rotas que o façam pensar em gastar dinheiro (pastelarias, lojas de roupa)

Corte com a comida conveniente. Leve fruta de casa para comer às refeições intermédias (pequeno-almoço e lanche), é mais barato e saudável. Passe a levar também o almoço feito em casa, e comece a planear as refeições para a semana inteira e vá apenas uma vez ao supermercado.

Próximos passos:
Leve dinheiro. Se cumprir esta regra, tem a certeza que não vai gastar mais do que aquilo que ganha. Se andar uma semana inteira só a comprar a dinheiro ou cartão de débito, vai ver que consegue adaptar-se facilmente.

Guarde sempre as facturas das compras, pelo menos durante duas semanas. Existem várias situações em que a excitação pela compra desaparece, e poderá ainda devolver o produto.

Procure novas formas de criar dopamina, sem ter de gastar dinheiro. Inscreva-se num curso que sempre quis, ou faça desporto.

Poupo Pouco Dinheiro

Você e toda a população. As estatísticas mostram que poupamos cada vez menos e endividamo-nos cada vez mais. A culpa poderá ser também das taxas de juro, porque estando baixas, o incentivo à poupança é menor e ao empréstimo é maior.

Uma das formas de poupar dinheiro é ter um objectivo claro. Outra forma é ter o dinheiro a sair automaticamente do seu salário para uma conta de poupança.

Fazer imediatamente:

Faça do seu objectivo algo extraordinário. O que é que pretende? Comprar casa? Ir de férias para as caraíbas? Deixar de trabalhar? Ter objectivos apelativos fará com que poupe com mais facilidade. Escreva os seus objectivos e reveja-os regularmente.

Abra uma conta de poupança para necessidades imediatas, como a revisão do carro ou as obras na sala. Coloque uma transferência automática mensalmente da sua conta à ordempara a sua conta poupança.

Próximos passos:

Invista com inteligência. Peça ajuda ao seu banco ou utilize fundos de investimentos que são geridos por profissionais a tempo inteiro. Depois só tem de ir acompanhando o retorno gerado. Idealmente deverá identificar quando quer levantar o dinheiro (por exemplo, para colocar o seu filho na faculdade) e procurar investimentos que possam dar o dinheiro que espera na altura que pretende.

Estou Frustrado Com os Preços do Combustível

Os preços da energia estão todos em alta, mas nos combustíveis tem sido dramático. Se não consegue ir para o emprego de bicicleta, considere as opções seguintes.

Fazer imediatamente:

Procurar os postos de combustíveis mais baratos na sua área ou os que aproveitem descontos de parcerias com hipermercados. 5 cêntimos por litro pode não parecer muito, mas no final do ano poderá encher mais 1 ou 2 depósitos grátis.

Limpe a tralha do carro. Andar com as cadeiras de praia e o chapéu de sol durante o inverno, não é uma opção muito eficiente. Força o seu carro a trabalhar mais, e obviamente a gastar mais energia. 50 Kg a mais de lixo no carro provocam um aumento de 2% de consumo de acordo com o Departamento de Energia dos Estados Unidos. Se gasta 200€ por mês, significa uma poupança de 48€ por ano.

Próximos passos:

Mantenha o carro sempre afinado. Veja o óleo, o filtro do ar e a pressão dos pneus. Pode poupar até 17% de combustível com isso.

Trate do carro como da sua pele. Tire-o do sol sempre que possível. Saiba que a gasolina pode evaporar no tanque (principalmente se a tampa não estiver bem colocada), e se o carro estiver quente vai evaporar mais rapidamente. Por isso estacione sempre na garagem (se possível) ou então à sombra.

Compre um carro eficiente. Existem sites da especialidade que lhe permitem analisar o custo médio por 100Kms. Se fizer a escolha acertada pode poupar milhares de euros anualmente.

Quanto Devo Poupar Para a Reforma?

No mundo ideal, deveria poupar 15% do seu rendimento anualmente para um PPR. No mundo real são muito poucas as pessoas que andam perto destes valores, ou porque acham que ainda são novas para começar, ou porque não conseguem ter o dinheiro disponível para a poupança.

Faça imediatamente:

Coloque o máximo permitido no seu PPR, e beneficie dos incentivos fiscais anualmente. Procure nos bancos e nas revistas da especialidade quais são os que oferecem mais vantagens na subscrição.

Próximos passos:

Existem aplicações na Internet que lhe permitem calcular quanto deve poupar anualmente para atingir uma reforma tranquila. Faça as contas e simule vários cenários (mais um filho, trocar de casa, trocar de carro durante os próximos vinte anos).

Preciso de Um Orçamento Familiar

Se quando dá por si já não tem dinheiro a meio do mês, ou já não vai conseguir ir de férias, fazer um orçamento familiar pode ajudar bastante. Um orçamento familiar é simplesmente um plano sobre onde gastar o dinheiro. Não precisa ser nada complicado, pelo contrário, o seu orçamento familiar deverá ser simples e fácil de actualizar.

Faça imediatamente:

Pegue num bloco de notas. Escreva onde gastou o dinheiro hoje, desde o pagamento da renda até ao café antes do emprego. Faça o mesmo amanhã e durante o resto do mês. Só assim saberá para onde vai o dinheiro.

Próximos passos:

Crie categorias. No final do mês, crie categorias básicas: comida, habitação, roupa, poupança. Depois aloque os seus rendimentos nestas categorias. Desta forma, no início do mês, é impossível gastar mais do que ganhou. Depois só tem de cumprir o planeado.

Nas categorias maiores, como alimentação, divida em categorias mais detalhadas, como sejam: restaurantes, talho, peixaria, frutaria.

Jogue com o orçamento. Agora que sabe quanto vai gastar e onde vai gastar o dinheiro, pode fazer trocas. Se quer ter mais dinheiro para ir jantar fora, pode eliminar a deslocação ao cabeleireiro.

Use o home-banking para automatizar o seu trabalho. Praticamente todos os bancos permitem exportar os dados para uma folha de cálculo, por isso aproveite e use esses dados para o orçamento. Para simplificar levante dinheiro para as várias categorias, ou pague com o cartão de débito, desta forma só precisa colocar a categoria do movimento bancário.

Com a criação de um orçamento familiar vai ver que a sua vida fica mais simples.

Preciso de Um Plano Financeiro

Um plano financeiro (como qualquer outro tipo de plano) vai permitir-lhe alcançar o que considera ser mais importante para a sua vida. Seja pagar a educação dos seus filhos ou criar um fundo para comprar uma casa de férias. Trabalha a um nível mais elevado do que o orçamento, e é a partir daqui que deverá planear as despesas mensalmente.

Fazer imediatamente:

Escolha três pessoas que conheça e que admire na forma como gerem o dinheiro (o seu pai, o seu vizinho e o seu chefe, por exemplo) e pergunte-lhes, simplesmente, como é que eles planeam as suas finanças pessoais? Ficará a saber alguns aspectos práticos e vai ver que nenhum deles é complicado de implementar.

Próximos passos:

Informe-se e leia. Procure na internet os inúmeros sites que ensinam como deve gerir as suas finanças pessoais. Vá à biblioteca da sua localidade e procure livros sobre este assunto.

Procure aconselhamento profissional. Se há sítio onde deve gastar dinheiro é precisamente para aprender como deve investir, poupar e gerir as suas finanças. Embora seja um custo a curto prazo, a médio-longo prazo vai ver que justifica.

Estas preocupações podem ser resolvidas, com algum planeamento e muita força de vontade!

 

About Finanças Pessoais
Aqui vai encontrar as melhores informações sobre Finanças Pessoais. Aprenda a poupar, a ganhar, a investir, a viajar e muito mais...

Leave a comment

Your email address will not be published.

*